sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Silas Malafaia - audiência homossexualismo 29/11/11

domingo, 6 de novembro de 2011

domingo, 23 de outubro de 2011

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Lula distribui R$ 61 bi para 27 países em 2 anos

Somente nos dois últimos anos de seu Governo, o ex-presidente Lula distribuiu mais de R$ 61 bilhões do contribuinte brasileiro para 27 países, a maioria na America Latina, sendo oito na África, para além de algumas das mais tenebrosas ditaduras, como Líbia, Síria e Irã. Parte expressiva dos recursos saiu do Brasil por meio de financiamento do BNDES para obras tocadas por empreiteiras favoritas do Governo.


Perplexidade

A lista dos 27 países que Lula deu dinheiro causou perplexidade nos senadores, até os governistas, da Comissão de Assuntos Econômicos.


Mão grande

A indignação dos senadores também decorre do fato de que os R$ 61 bilhões terem deixado os cofres públicos sem autorização do Senado.


'Desembolsos'

Oficialmente, o BNDES admite "desembolsos" de US$ 1,2 bilhão na América Latina e de US$ 906 milhões na África. Ou R$ 3,38 bilhões.


Primeiro eles

Os R$ 61 bilhões destinados por Lula aos 27 países em dois anos é um valor superior à soma das transferências para os Estados, no período.


Manobra no TCU

A "bancada da Odebrecht" no Tribunal de Contas da União manobra para forçar a privatização branca dos portos, pretendida por empresas poderosas. A Federação dos Portuários representou contra a omissão da Agência Nacional de Transportes Aquaviários. O TCU decidiu ouvir o Governo e a Antaq, em 30 dias. Diante do iminente julgamento que preservará os portos públicos, o ministro relator Raimundo Carreiro, sem ouvir o plenário, pediu "esclarecimentos" às empresas faltosas.


Decisão postergada

O despacho do ministro Raimundo Carreiro, do TCU, pode tumultuar o processo e retardar seu julgamento. E gerar o fato consumado.


Fato consumado

Ao retardar o julgamento no TCU, as empresas pretendem continuar operando seus terminais à margem da lei, sem se submeter a licitação.


Públicos e legais

Já os portos públicos se submeteram a licitações e contratam os portuários de acordo com a lei, alega a federação da categoria.


Trem-tosse

O trem-bala foi inviabilizado pelos políticos, sobretudo fluminenses: com aval do governador Sergio Cabral, impuseram tantas paradas, no percurso, que impossibilitam o desenvolvimento da alta velocidade.


FRASE DO DIA


"Temos totais condições de aprovar este ano"

PODER SEM PUDOR

Amigo debaixo da cama
Uma repórter telefonou para o advogado mineiro Maurício Chagas Bicalho, diretor do Banco do Brasil no Governo de JK, para colher sua opinião sobre o livro de João Pinheiro Neto relatando os muitos amores do ex-presidente. Fazendo jus à discrição mineira, Bicalho se esquivou. A jornalista insistiu:
- Mas o senhor, que era íntimo de JK, deve ter alguma coisa a dizer...
- Íntimo, não - corrigiu Bicalho - Era amigo. Íntimo deve ter sido o Pinheiro, para ficar debaixo da cama e saber tudo o que conta no livro...

Com Teresa Barros
www.claudiohumberto.com.br

http://www.hojeemdia.com.br/claudio-humberto-1.12113/lula-distribui-r-61-bi-para-27-paises-em-2-anos-1.261855

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Dupla lésbica coloca menino adotado de 8 anos para mudança de sexo


Casal de lésbicas mães do menino achou melhor começar o tratamento antes da puberdade

Do Virgula

Com direito a tratamento à base de hormônios, o menino Thomas Lobel, da Califórnia, está mudando de sexo e vem causando polêmica. Ele, que tem 11 anos e é filho de um casal de lésbicas, iniciou o processo aos 8 anos de idade.

A cidade de Berkeley, onde Tammy vive, é uma das quatro nos Estados Unidos (Boston, Seatle e Los Angeles são as outras) onde há um hospital com programas para crianças transexuais. Lá elas são assistidas por profissionais de saúde mental, endocrinologistas e pediatras especializados.


http://noticias.bol.uol.com.br/internacional/2011/10/04/menino-inicia-tratamento-de-mudanca-de-sexo-aos-8-anos.jhtm

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

25% pacientes com câncer de testículo são usuários de maconha

Um levantamento feito pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), ligado à Secretaria de Estado da Saúde e à Faculdade de Medicina da USP, apontou que 25% dos pacientes com câncer de testículo atendidos no setor de urologia da unidade assumem o consumo regular de maconha.

O uso da droga foi associado ao surgimento do câncer de testículo, provocando diversos efeitos adversos sobre os sistemas endocrinológico e reprodutivo. Dos pacientes atendidos mensalmente com câncer no testículo na clínica de uro-oncologia do (Icesp), 70% têm sinais de doença avançada no momento do diagnóstico.

De acordo com o urologista do Icesp, Daniel Abe, o uso de drogas aumenta o risco do desenvolvimento de tumores. "Evitar o uso da droga é fundamental para diminuir consideravelmente as chances de desenvolvimento do tumor. Além disso, é fundamental que os homens realizem o autoexame para o diagnóstico precoce da doença", disse.

O câncer de testículo é curável, principalmente se diagnosticado precocemente. A doença atinge predominantemente homens com idades entre 15 e 34 anos.

De acordo com o urologista do Icesp, Daniel Abe, o uso de drogas aumenta o risco do desenvolvimento de tumores


http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5353158-EI715,00-Estudo+dos+pacientes+com+cancer+de+testiculo+usam+maconha.html

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

EUA tiram palavras "pai" e "mãe" de passaporte por "repeito a gays"

O Departamento do Estado do país informou que as mudanças foram feitas para reconhecer os diferentes tipos de família. Os grupos de direitos dos homossexuais aplaudiram a decisão

Por Época NEGÓCIOS Online
Shutterstock
Grupos que defendem as causas gays aplaudiram a decisão do governo norte-americano por reconhecer diferentes tipos de famílias

As palavras “mãe” e “pai” serão removidas dopassaporte norte-americano e substituídas por “filiação 1” e “filiação 2”.

De acordo com o Departamento do Estado dos EUA, as mudanças foram feitas para reconhecer os diferentes tipos de família. Grupos de direitos dos gays aplaudiram a decisão.

+ Mais de 646 mil famílias são lideradas por casais homossexuais

“Mudar os termos ‘mãe’ e ‘pai’ para ‘filiação’ permite que muitos tipos de famílias sejam capazes de requerer um passaporte para seus filhos sem sentirem que o governo não reconhece a sua família”, afirmou a Fox News Jennifer Chrisler,





Recentemente, na Austrália, outros direitos foram reconhecidos no passaporte. Os australianos ganharam uma terceira opção de gênero, a categoria “x”. Essa é uma das medidas adotadas pelo governo contra a discriminação de transgêneros. Os passaportes americanos ainda não têm essa opção, mas os transgêneros já podem optar pelo sexo que mais se identificam.

http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/1,,EMI269947-16418,00.html

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

sábado, 3 de setembro de 2011

PT oficialmente propõe ditadura de esquerda

Documento do PT propõe extinção do Senado
Texto-base de congresso do partido, que acontece entre sexta-feira e domingo em Brasília, defende ainda regulamentação da mídia

O texto-base da resolução política que o PT aprovará na etapa extraordinária do 4º Congresso Nacional do partido, que acontece entre sexta-feira e domingo em Brasília, defende a extinção do Senado Federal e a adoção do sistema unicameral no âmbito da reforma política. Além disso, o documento preliminar sugere 13 leis de iniciativa popular em temas polêmicos como reforma agrária e controle da mídia.

“A única legitimidade, no limite, defensável da existência do Senado brasileiro é a sua participação em decisões de caráter nitidamente federativo, função que poderia ser alternativamente cumprida por uma exigência de critérios especiais para aprovação de leis de nítido caráter federativo em um sistema unicameral”, diz o texto, ainda sujeito a revisões e acréscimos.

O documento com 108 itens divididos em 24 páginas, ao qual o iG teve acesso, é fruto de contribuições das principais tendências do partido, além de setores da intelectualidade petista, e teve redação final do presidente nacional do PT, Rui Falcão.

Na noite desta quarta-feira a executiva voltou a se reunir para reavaliar o texto e tentar levar para o congresso uma proposta de consenso. A decisão final caberá aos 1.350 delegados que se reúnem entre quarta-feira e domingo em um centro de convenções em Brasília.

Segundo o documento preliminar, a existência do Senado fere o princípio da soberania. “A função revisora (do Senado) quebra nitidamente o princípio da soberania popular ao sobre-representar Estados com menor população e sub-representar Estados de maior densidade populacional”.

De acordo com o partido, o financiamento privado de campanhas é o pai de todos os males da política nacional ao promover a corrupção, transferir o poder de eleger das mãos do povo para as dos financiadores e criar uma “espiral de cinismo” na qual “a corrupção política é aceita como inevitável, os cidadãos desertam da política, os políticos corruptos agem cada vez mais corruptamente e a opinião pública, instruída pela cantilena neoliberal, conforma-se ceticamente”.

A sigla quer organizar uma campanha popular acompanhada de grande mobilização nacional. “A campanha pela reforma política terá que ganhar um tom cívico, nacional e popular como foi a campanha das Diretas Já (1984)”.

No último capítulo, intitulado “Um novo Estado, uma nova civilização”, o PT propõe uma campanha pública para aprovar uma série de 13 “leis cidadãs”, todas de iniciativa popular. O redator chegou a usar o termo “autogoverno”, substituído por soberania popular.

São elas:

a- Reforma política

b- Participação popular em todos os governos do país por meio de conferências e orçamentos participativos

c- Regulação dos meios de comunicação

d- Combate à corrupção e aumento das penas aos corruptos e corruptores

e- Regulação do capital financeiro e redução da autonomia do Banco Central

f- Reforma tributária progressiva

g- Duplicação em 10 anos dos orçamentos da educação, saúde, esporte, cultura e assistência social

h- Contrato coletivo de trabalho e fim do imposto sindical

i- Regulação da atividade econômica com base na preservação ambiental

j- Políticas de quotas para negros em concursos públicos

k- Universalização do acesso a creches em 10 anos

l- Reforma agrária


http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/documento+do+pt+propoe+extincao+do+senado/n1597190008856.html

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

"A esquerda não é dona dos jovens e dos moradores da periferia"

Comercial do partido Democrata (DEM).

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Rumo à pedofilia: “Caixas de sexo” para crianças do jardim da infância na Suíça para ensinar que a sexualidade é prazerosa

BASILEIA, Suíça, 25 de agosto de 2011 (Notícias Pró-Família) — Crianças do jardim da infância na cidade de Basileia, Suíça, receberão modelos de fábrica dos órgãos sexuais humanos numa “caixa de sexo” para lhes ensinar que “entrar em contato com partes do corpo pode dar prazer”.

O kit dos professores que darão as lições de educação sexual para crianças da escola primária usa modelos e recomenda que as crianças façam massagens umas nas outras ou se esfreguem com sacos de areia quentes, com o acompanhamento de música suave, de acordo com o jornal The Local, um jornal em inglês.
“As crianças precisam ser incentivadas a desenvolver e experimentar sua sexualidade de um modo prazeroso”, Daniel Schneider, vice-diretor do jardim da infância em Basileia que ajudou a desenvolver o currículo de educação sexual junto com especialistas, havia dito no começo deste ano.

Ele acrescentou: “É importante que elas aprendam a dizer ‘não’ se não querem ser tocadas em certa área”.

Conforme foi noticiado, as autoridades educacionais que estão recebendo uma enxurrada de mais de três mil queixas vindas de pais indignados concordaram em mudar o nome do programa, mas não farão nada para impedir os materiais de serem distribuídos nas escolas, de acordo com o The Local.


http://noticiasprofamilia.blogspot.com/2011/08/caixas-de-sexo-para-criancas-do-jardim.html

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Homens homossexuais, que são apenas 2% da população, compõem 61% das novas infecções do HIV

WASHINGTON, D.C., EUA, 18 de agosto de 2011 (Notícias Pró-Família) — Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CCPD) estimam que os homens homossexuais componham 61% das novas infecções do HIV nos Estados Unidos, embora eles sejam apenas 2% da população americana.
No começo deste mês, os CCPD divulgaram estimativas de infecções do HIV de 2006-2009 mostrando que as novas infecções permaneciam estáveis, por volta de 50.000 para cada um dos quatro anos.
Os homens homossexuais representaram 29.300 das estimadas 48.100 novas infecções em 2009, e os homens homossexuais entre as idades de 13 a 29 representaram 27% dos novos casos.
O único grupo em que as novas infecções do HIV estão aumentando, dizem eles, são os homens homossexuais jovens — um crescimento provocado por um aumento alarmante nas infecções de negros americanos. Eles estimaram que as novas infecções entre jovens negros homossexuais do sexo masculino aumentaram 48 por cento no período de 2006-2009 (de 4.400 infecções do HIV em 2006 para 6.500 infecções em 2009).
O estudo também revelou que quase 20% dos homens homossexuais têm o HIV, embora quase metade deles não esteja ciente disso.
Para mais informações, visite o site do CCPD aqui.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Sobre Cristianismo e Homossexualidade

Pr. Fabio Bentes discorrendo sobre homossexualidade e cristianismo.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Oposição vai tentar novamente CPI da Corrupção

Diante da nova operação da Polícia Federal, que prendeu 38 pessoas na manhã desta terça-feira envolvidas com desvio de dinheiro no Ministério do Turismo, oposição volta a falar em ampla investigação do governo

A oposição no Congresso se articula para apresentar um novo pedido de CPI mista para investigar as recentes denúncias de corrupção no governo federal. A intenção é elencar no texto do requerimento os recentes escândalos nos ministérios, em especial os envolvendo a pasta do Turismo, alvo da Operação Voucher, da Polícia Federal, na manhã desta terça-feira (9). Em Brasília, São Paulo e Amapá foram presas 38 pessoas, entre elas o secretário-executivo do Ministério, Frederico Silva da Costa.

“Estive reunido com líderes da oposição e concluímos que só uma CPI da Corrupção, ampla, pode desvendar e elucidar esses escândalos”, disse o líder do DEM na Câmara, ACM Neto (BA). Segundo o demista, o requerimento de criação de CPI está sendo redigido pelo líder do partido no Senado, Demóstenes Torres (GO). O texto vai relatar, “com embasamento jurídico”, as recentes denúncias contra os ministérios da Agricultura, dos Transportes e do Turismo. “Não são fatos isolados de corrupção no governo Dilma-PT, como o ocorrido no Ministério do Turismo. A corrupção no governo é endêmica!”, disparou ACM Neto.

O líder do DEM na Câmara adiantou que vai cobrar dos partidos envolvidos nas denúncias apoio para a CPI. Para ele, é a “única forma de defesa dos acusados”. As pastas da Agricultura e dos Transportes são comandadas por indicados do PMDB. Já a dos Transportes é do PR. O governo, no entanto, ainda mantém a mesma tática: para cada denúncia de corrupção, o ministro responsável deve ir ao Congresso se explicar, sob forma de convite. Pedidos de CPIs serão esvaziados pela base governista.

“Se Dilma quisesse fazer limpeza, apoiaria a CPI da Corrupção. Dilma nomeou essas pessoas. O governo é dela”, disse ACM Neto. Para o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), o estouro de mais um escândalo reforça a necessidade da instalação de uma CPI da Corrupção no Congresso Nacional. “Não é possível continuar convivendo com isso. É um escândalo atrás do outro e que atinge todas as áreas do governo. Parece saco de caranguejo, que você puxa um e vem outro grudado. Essa é a herança de Lula para Dilma: um saco de caranguejos corruptos”, finalizou o deputado.


Leia mais em:

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/oposicao-vai-tentar-novamente-cpi-da-corrupcao/

domingo, 7 de agosto de 2011

Vereador do PT mata vereador do PV

SÃO PAULO - O vereador de Franco da Rocha, Rodrigo da Cruz França (PV), foi morto por seu colega Leozildo Aristaque Barros (PT) na tarde desta sexta-feira, 5. Segundo a Polícia Militar, os dois se desentenderam e Leozildo acabou dando um tiro em seu colega, que não resistiu aos ferimentos. Outras duas pessoas ficaram feridas. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Regional de Cajamar, mas não correm risco de vida.

O caso será investigado pela delegacia seccional de Franco da Rocha. Por volta das 17h30, as equipes da polícia estavam no local do crime para averiguar a situação. Leozildo fugiu após o disparo e ainda não havia sido localizado no final da tarde. A assessoria de imprensa da Câmara informou que um dos assessores de Rodrigo França foi preso, mas não soube informar o motivo, apenas que ele estava com o carro do vereador. A assessoria de imprensa do PT ainda não se manifestou sobre o caso.

Caso a responsabilidade de Leozildo pelo crime seja confirmada na investigação policial, ele poderá perder seu mandato.

O corpo de Rodrigo França deverá ser velado na Câmara. Às 17h45, o hospital de Cajamar informou que o corpo já havia sido liberado e seria levado para a cidade do parlamentar.


http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,vereador-de-franco-da-rocha-e-morto-por-colega,754713,0.htm

sábado, 6 de agosto de 2011

Gays tentam boicotar Dia do Hétero

A ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) divulgou ontem (3) uma carta aberta ao prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), pedindo que ele vete o projeto de lei do vereador Carlos Apolinário (DEM), aprovado anteontem na Câmara, que cria o Dia do Orgulho Heterossexual.

Para a entidade, há motivos históricos para haver o Dia do Orgulho Gay, mas não há razão para criar o Dia do Orgulho Hétero pela simples preservação da moral e dos bons costumes.

Kassab informou que aguarda parecer de sua assessoria técnica legislativa antes de definir sua posição.

Quer, antes de mais nada, saber se há embasamento jurídico para vetar o projeto, uma vez que está entre as atribuições do Legislativo criar datas comemorativas. Enquanto isso, acompanha a repercussão do assunto.

Ele tem 15 dias para definir se sanciona ou veta. Caso o prazo estoure, o projeto volta à Câmara para ser promulgado pelo presidente sem necessidade de nova votação.

Se Kassab vetá-lo, os vereadores ainda podem derrubar o veto e transformar o projeto em lei mesmo contra a vontade do prefeito.

O Dia do Orgulho Hétero, a ser comemorado no terceiro domingo de dezembro, foi um dos assuntos mais comentados da internet mundial ontem. Os temas "orgulho hétero" e "invente um orgulho" estiveram o dia todo entre os trending topics do Twitter no Brasil e no mundo.


http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/954387-gays-pedem-para-kassab-vetar-dia-do-orgulho-hetero.shtml

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Marcha contra maconha reúne quase 1000 pessoas em São Paulo

Manifestantes partiram do vão do Masp e caminharam até a Assembleia Legislativa, na região do parque do Ibirapuera

Quase 1000 pessoas se reuniam no final desta manhã (30) no vão do Masp, na Avenida Paulista, região central de São Paulo, para participar da caminhada nacional contra a liberação da maconha e pela vida, segundo informações da Polícia Militar. Por volta do meio-dia, o grupo seguia em direção à Assembleia Legislativa de São Paulo, na região do parque do Ibirapuera, caminhando pela Avenida Paulista até a Rua Pamplona, seguindo depois pela Avenida Brigadeiro Luis Antonio e Rua Manoel da Nóbrega. No local, estão previstas apresentações musicais durante a tarde.


Confira as fotos:
http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/marcha+contra+maconha+reune+800+pessoas+em+sao+paulo/n1597108994973.html

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

sábado, 30 de julho de 2011

Projeto torna obrigatório ensino de cultura árabe e islâmica nas escolas

A Câmara analisa o Projeto de Lei 1780/11, da Ouvidoria Parlamentar, que inclui no currículo obrigatório dos ensinos fundamental e médio o ensino de cultura árabe e tradição islâmica. Segundo a proposta, os alunos deverão estudar a história dos povos árabes, a cultura e religiosidade islâmica e o papel do árabe na formação da sociedade contemporânea.

Pela proposta, esses conteúdos deverão ser incluídos em todas as disciplinas, em especial nas áreas de educação artística, literatura e história.

O texto é fruto de sugestões da sociedade civil apresentadas na primeira audiência pública do projeto “A Câmara quer te Ouvir”, ocorrida no fim de abril, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. O projeto, da Ouvidoria da Câmara, promove debates nas capitais para ouvir a população sobre temas em discussão no Legislativo.

Na justificativa do PL, é lembrada a tragédia ocorrida na escola de Realengo, no Rio de Janeiro, quando um ex-estudante matou 11 alunos e suicidou-se, no início de abril. Logo após o crime, algumas notícias vincularam o assassino ao fundamentalismo islâmico, o que depois foi desmentido. Segundo a proposta, o caso demonstrou a necessidade de “promover a cultura da paz” e combater preconceitos.

Tramitação
O projeto ainda será distribuído para as comissões técnicas da Câmara.


http://www2.camara.gov.br/agencia/noticias/EDUCACAO-E-CULTURA/200205-PROJETO-TORNA-OBRIGATORIO-ENSINO-DE-CULTURA-ARABE-E-ISLAMICA-NAS-ESCOLAS.html

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Homossexual preso por pedofilia em SC tentava adotar crianças

Suspeito de pedofilia e preso em maio em São José (região metropolitana de Florianópolis) através de dados de uma investigação coordenada por agentes do FBI (polícia americana equivalente à Polícia Federal brasileira), Raul Domingos Vicente, 52 anos, realizou um cadastro para entrar na fila de adoção. Segundo o Tribunal de Justiça do Estado, não houve encaminhamento relativo aos trâmites de adoção.

O caso está em segredo de Justiça. Uma investigação coordenada por agentes do FBI apontou a existência de uma "comunidade" na internet que explorava imagens de crianças praticando sexo. O homem foi detido pela Polícia Federal em sua casa, suspeito de integrar uma rede na qual os integrantes possuíam senha para um portal e disponibilizavam imagens e vídeos de pedofilia. A investigação era coordenada pela agência norte-americana há dois anos.

Na casa do bancário, foi encontrado um pen drive com conteúdo digital da prática de pedofilia com meninos. A PF o localizou após denúncia de um dos integrantes da rede, estudante de Medicina do Paraná que foi rastreado pelo FBI e condenado a 13 anos de prisão por pedofilia. Ele se beneficiou da delação premiada para apontar outros integrantes do grupo. Outro suspeito acabou preso na Paraíba.


http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5270013-EI5030,00.html

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Maioria dos brasileiros reprova casamento gay

Uma maioria de 55% dos brasileiros é contrária à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou a união estável entre pessoas do mesmo sexo.

A pesquisa foi feita pelo Ibope Inteligência entre 14 e 18 de julho. Foram entrevistados pessoalmente 2 mil brasileiros de todas as regiões do País, seguindo as quotas de distribuição da população por idade, sexo e classe de consumo. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. Os resultados podem ser extrapolados para toda a população brasileira.

As tendências se mantêm quando a pergunta é: “Você é a favor ou contra a adoção de crianças por casais do mesmo sexo?”. Praticamente os mesmos 55% são contrários, ante os 45% que são a favor.


http://blogs.estadao.com.br/jt-cidades/maioria-dos-brasileiros-nao-aprova-casamento-gay/

quarta-feira, 20 de julho de 2011

terça-feira, 19 de julho de 2011

O Dinheiro Como Dívida

Um importante vídeo didático sobre a origem do dinheiro. Legendado em português.









segunda-feira, 18 de julho de 2011

Holanda arrependida com a liberação da maconha e da prostituição

Amigos, para lembrar. Estes dias na TV alema assisti mais uma matéria sobre esta situacao na Holanda, onde a maconha e prostituicao foi liberada. As famílias vizinhas a estes bordéis e aos locais onde se vende drogas, comecaram a ter problemas serissimos por conta do uso exacerbado de drogas mais pesadas. A tal ponto que mesmo tentando mudar de endereco e vender seus imóveis, nao conseguem mais: o valor dos imoveis decaiu por conta da presenca dos bordéis e do tráfico, e quando há um comprador interessado, e este fica sabendo da localizacao do imóvel, nao aparece mais.


Na TV mostraram também locais a céu aberto - perto de casas de família, escolas -, parques, onde as pessoas vao para se drogar, drogas pesadas como cocaína, enfim... e estes locais sao um verdadeiro inferno... pessoas de todas as idades, caindo, nao se aguentam em pé, e como semi-mortos chegam ao local procurando por cocaína, heroína. E depois de muita droga e consumo, comecam as brigas, agressoes, as confusoes mais terríveis. A polícia é chamada, e vcs já podem imaginar a situacao.

No outro dia, lá estao de novo os viciados, sedentos por mais uma "picada" que pode ser a última.

Marlene Oliveira-Rein
Niedersachsen - Deutschland

***

"A Holanda, um dos países mais liberais do mundo, está em crise com seus próprios conceitos. O país que legalizou a eutanásia, o aborto, as drogas, o “casamento” entre homossexuais e a prostituição reconhece que essa posição não melhorou o país. Ao contrário: aumentou seus problemas"


Em matéria publicada na revista Veja de 5 de março, sob o título Mudanças na vitrine, o jornalista Thomaz Favaro ressalta que, desde que a prostituição e as drogas foram legalizadas, tudo mudou em De Wallen, famoso bairro de Amsterdã, capital holandesa, onde a tolerância era aceita. “A região do De Wallen afundou num tal processo de degradação e criminalidade que o governo municipal tomou a decisão de colocar um basta.

Desde o início deste ano, as licenças de alguns dos bordéis mais famosos da cidade foram revogadas. Os cafés já não podem vender bebidas alcoólicas nem cogumelos alucinógenos, e uma lei que tramita no Parlamento pretende proibi-los de funcionar a menos de 200 metros das escolas. Ao custo de 25 milhões de euros, o governo municipal comprou os imóveis que abrigavam dezoito prostíbulos. Os prédios foram reformados e as vitrines agora acolhem galerias de arte, ateliês de design e lojas de artigos de luxo”. A matéria destaca ainda que a legalização da prostituição na Holanda resultou “na explosão do número de bordéis e no aumento da demanda por prostitutas”. Nos primeiros três anos de legalização da prostituição, aumentou em 260% o tráfico de mulheres no país.

E a legalização da maconha? Fez bem? Também não. “O objetivo da descriminalização da maconha era diminuir o consumo de drogas pesadas. Supunham os holandeses que a compra aberta tornaria desnecessário recorrer ao traficante, que em geral acaba por oferecer outras drogas. (…) O problema é que Amsterdã, com seus cafés, atrai ‘turistas da droga’ dispostos a consumir de tudo, não apenas maconha. Isso fez proliferar o narcotráfico nas ruas do bairro boêmio. O preço da cocaína, da heroína e do ecstasy na capital holandesa está entre os mais baixos da Europa”, afirma a matéria de Veja.

O criminologista holandês Dirk Korf, da Universidade de Amsterdã, afirma: “Hoje, a população está descontente com essas medidas liberais, pois elas criaram uma expectativa ingênua de que a legalização manteria os grupos criminosos longe dessas atividades”. Pesquisas revelam que 67% da população holandesa é, agora, a favor de medidas mais rígidas. E ainda tem gente que defende que o Brasil deve legalizar a maconha, o aborto, a prostituição etc, citando a Holanda e outros países como exemplo de “modernidade”.

Veja o caso da Suíça. Conta Favaro: “A experiência holandesa não é a única na Europa. Zurique, na Suíça, também precisou dar marcha a ré na tolerância com as drogas e a prostituição. O bairro de Langstrasse, onde as autoridades toleravam bordéis e o uso aberto de drogas, tornara-se território sob controle do crime organizado. A prefeitura coibiu o uso público de drogas, impôs regras mais rígidas à prostituição e comprou os prédios dos prostíbulos, transformando-os em imóveis residenciais para estudantes. A reforma atraiu cinemas e bares da moda para o bairro”.

E a Dinamarca? “Em Copenhague, as autoridades fecharam o cerco ao Christiania, o bairro ocupado por uma comunidade alternativa desde 1971. A venda de maconha era feita em feiras ao ar livre e tolerada pelos moradores e autoridades, até que, em 2003, a polícia passou a reprimir o tráfico de drogas no bairro. Em todas essas cidades, a tolerância em relação às drogas e ao crime organizado perdeu a aura de modernidade”.


http://www.guadalupecba.org/web/home/74-noticias/853-holanda-arrependida-com-a-liberacao-da-maconha-e-da-prostituicao.html

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Brizola planejava golpe de esquerda antes de 1964

No fim de 1963, em meio à crescente radicalização do ambiente político do governo de João Goulart, Leonel Brizola era a liderança que unificara as esquerdas na Frente de Mobilização Popular. Entrincheirado na Rádio Mayrink Veiga, onde discursava todas as noites, ele pregava a criação dos Grupos de Onze Companheiros, compostos por cidadãos que marchariam unidos quando a esquerda tomasse o poder.

A CBN teve acesso a documentos daquela época – que estavam em poder dos militares – que detalham como Brizola idealizou os Grupos de Onze: uma militância que pretendia utilizar mulheres e crianças como escudos civis; realizar ataques a centrais telefônicas, de rádio e TV; e previa a execução de prisioneiros.

Leia mais:
http://cbn.globoradio.globo.com/hotsites/grupo-dos-onze/GRUPO-DOS-ONZE.htm

quinta-feira, 14 de julho de 2011

terça-feira, 12 de julho de 2011

Wikileaks: documento diz que MST e movimentos "sociais" são obstáculos a lei antiterrorismo no Brasil.

Um documento elaborado em novembro de 2008 pelo então embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Clifford Sobel, cita o MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) e os movimentos socias como obstáculos à criação de uma lei antiterrorismo no Brasil.

O texto menciona o analista de inteligência estratégica na Escola Superior de Guerra André Luis Woloszyn (citado no documento como “Soloszyn”), que, em conversa com Sobel, disse que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, “repleto de militantes esquerdistas que tinham sido alvos de leis da era da ditadura militar criadas para reprimir a violência politicamente motivada”, dificilmente promulgaria uma lei que poderia enquadrar atos de grupos com os quais simpatiza, pois “não existe maneira de redigir uma legislação antiterrorismo que exclua as ações do MST”.
Além disso, o “cabo” revelado pelo Wikileaks afirma que Brasília voltou atrás no desenvolvimento de uma legislação antiterrorismo por razões “políticas”.

O MST ainda não se pronunciou sobre o assunto. De acordo com a assessoria de imprensa do movimento, o tema não foi debatido internamente.
A divulgação de telegramas das embaixadas e consulados dos EUA pelo mundo causaram grande constrangimento à diplomacia da Casa Branca. Foram numerosos os casos de críticas a dirigentes de vários países, escritas por representantes dos EUA ao redor do mundo, que se tornaram públicos.

Leia mais hein: http://forodobrasil.info/fb/?p=1449

segunda-feira, 11 de julho de 2011

quinta-feira, 7 de julho de 2011

UNB - Universidade de Brasília é acusada de perseguição Ideológica

O reitor da Universidade de Brasília (UnB), José Geraldo de Souza Junior, terá que dar explicações no Senado sobre a acusação feita contra a direção da instituição de perseguição ideológica a professores, estudantes e funcionários.

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO), autor do pedido de convocação do magnífico, quer explicações sobre a suposta perseguição de grupos esquerdistas no ambiente acadêmico. Além de Souza, serão convidados a comparecer ao Congresso a procuradora de Justiça do Distrito Federal, Roberta Kaufmann, o jurista Ibsen Noronha e cinco professores, que se declaram vítimas da perseguição em vigor na instituição.

O requerimento de convite foi aprovado na quarta-feira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. “Queremos ouvir explicações. A UnB se tornou um ambiente onde o consumo de drogas é permitido, onde a perseguição é praticada e professores são punidos por expressarem suas opiniões. (...) A universidade se tornou um aparelho a serviço do estado”, disse Torres ao site da Veja, que na última semana denunciou o consumo de drogas dentro do campus durante festa promovida pelos alunos do curso de biologia. Os professores denunciaram a situação e teriam sofrido sanções.



http://www.bahianoticias.com.br/noticias/noticia/2011/07/07/96803,unb-acusada-de-perseguicao-ideologica.html

Ativistas gays atacam os cristãos e o cristianismo

terça-feira, 5 de julho de 2011

Mais um escândalo: Governo pagou R$ 14,4 mi por internação de pacientes mortos

Brasília - O governo federal gastou R$ 14,4 milhões para custear procedimentos de alta complexidade e internações de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que já estavam mortos. Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) identificou 9 mil casos de pagamentos indevidos em todo o país entre junho de 2007 e abril de 2010. Outros 860 procedimentos, referentes a pacientes que morreram durante a internação, foram pagos.

O relatório do TCU mostra que boa parte das hospitalizações ocorreu, mas em períodos distintos do informado no boleto de cobrança. A estratégia seria usada por administradores de hospitais para driblar o limite de reembolso mensal fixado pelo governo. Atingido o teto, eles empurravam as cobranças para o mês seguinte, alterando, assim, a data dos procedimentos.

Os casos somente foram identificados por causa da incoerência entre datas dos procedimentos e da morte dos pacientes. Por isso, o relator do processo, ministro José Jorge, alerta que o problema pode ser ainda maior, porque não são considerados dados de pacientes que sobreviveram. "Existe uma clara possibilidade de que casos semelhantes tenham ocorrido, mas não detectados", avalia.

Hospitais apresentaram uma justificativa para a cobrança. Segundo eles, isso ocorreria em razão da entrega antecipada de medicamentos em locais distantes, onde a troca de informações é demorada. Isso faria com que, muitas vezes, a notícia da morte do paciente demorasse a chegar ao serviço de saúde.

"Essa justificativa pode explicar parte das ocorrências verificadas, mas não a sua totalidade", disse Jorge. Para ele, os dados reunidos na investigação feita mostram haver também casos pontuais em que há indícios de cobranças indevidas.

A diretora do departamento de regulação, avaliação e controle de sistema do Ministério da Saúde, Maria do Carmo, afirmou que as recomendações do TCU já são adotadas pela pasta. "O sistema de AIH (autorização de internação hospitalar) é antigo. Criamos de forma sistemática amarras para evitar fraudes. Mas, como em todas as áreas, embora o sistema seja permanentemente aprimorado, há o componente humano, a criatividade das pessoas que estão dispostas a fraudar", afirmou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/estado/2011/07/05/governo-pagou-r-144-mi-por-internacao-de-pacientes-mortos.jhtm

segunda-feira, 4 de julho de 2011

domingo, 3 de julho de 2011

Silas Malafaia fala sobre a Marcha para Jesus e Parada Gay

Silas comenta a diferença entre a cobertura dos dois eventos, liberdade de expressão e as ofensas aos religiosos perpertradas pelos manifestantes da Parada gay.


quinta-feira, 30 de junho de 2011

Pré-escola da Suécia proíbe que crianças sejam tratadas como meninos e meninas

Não há livros infantis tradicionais como Branca de Neve, Cinderela ou os contos de fadas clássicos, disse Rajalin. Em vez disso, as prateleiras têm livros que lidam com duplas homossexuais, mães solteiras, filhos adotados e obras sobre "maneiras modernas de brincar".

ESTOCOLMO, Suécia, 27 junho de 2011 (Notícias Pró-Família) - Em conformidade com um currículo escolar nacional que busca combater a "estereotipação" dos papéis sexuais, uma pré-escola do distrito de Sodermalm da cidade de Estocolmo incorporou uma pedagogia sexualmente neutra que elimina completamente todas as referências ao sexo masculino e feminino.

Os professores e funcionários da pré-escola "Egalia" evitam usar palavras como "ele" ou "ela" e em vez disso se dirigem aos mais de 30 meninos e meninas, de idades variando entre 1 e 6 anos, como "amigos".

"A sociedade espera que as meninas sejam garotinhas gentis e elegantes, e que os meninos sejam viris, duros e expansivos", Jenny Johnsson, uma professora de 31 anos na escola que é sustentada por impostos dos trabalhadores suecos, disse para o jornal Daily Mail. "Egalia lhes dá uma oportunidade fantástica de ser quem quer que eles queiram ser". A diretora Lotta Rajalin disse para a Associated Press que a escola contratou um "pedagogo de diversidade sexual" para ajudar os professores e funcionários a remover as referências masculinas e femininas na linguagem e conduta, indo ao ponto de garantir que os jogos infantis de blocos Lego e outros brinquedos de montagem sejam mantidos próximos aos brinquedos de utensílios de cozinha a fim de evitar que algum papel sexual tenha preferência.
Os pronomes suecos "han" e "hon" (ele e ela), por exemplo, foram substituídos na escola pela palavra sexualmente neutra "hen", um termo inventado que não existe em sueco, mas é amplamente usado pelas feministas e homossexuais.

"Nós usamos a palavra 'Hen' por exemplo, quando um médico, policial, eletricista ou encanador, etc., está vindo à pré-escola", disse Rajalin. "Nós não sabemos se é ele ou ela. Por isso, dizemos: 'Hen está vindo aqui lá pelas 14h'.

Então as crianças poderão imaginar tanto um homem quanto uma mulher. Isso amplia a perspectiva delas".

Além disso, não há livros infantis tradicionais como Branca de Neve, Cinderela ou os contos de fadas clássicos, disse Rajalin. Em vez disso, as prateleiras têm livros que lidam com duplas homossexuais, mães solteiras, filhos adotados e obras sobre "maneiras modernas de brincar".

"Um exemplo concreto poderia ser quando as meninas estão brincando de casinha e o papel de mãe já foi pego por uma e elas começam a disputar", disse Rajalin. "Então sugerimos duas ou três mães e assim por diante".

Contudo, nem todos os pais suecos estão apoiando a agenda de seu país que está eliminando os papéis sexuais.

"Diferentes papéis sexuais não são problemáticos enquanto têm valor igual", Tanja Bergkvist disse para a Associated Press, denunciando o que ela chamou de "loucura da diversidade sexual" na Suécia.

Bergkvist comentou que aqueles que estão promovendo a igualdade entre os sexos com iniciativas que demolem os papéis sexuais "dizem que há uma hierarquia onde tudo o que os meninos fazem recebe importância mais elevada, mas fico pensando: quem é que decide o que é que tem valor mais elevado? Por que há um valor mais elevado em brincar com carros?"

Bergkvist, que é uma crítica eloquente da promoção que o Estado faz de uma estrutura sexualmente neutra nas escolas e de ambientes acadêmicos focados em estudos de diversidade sexual, comentou em seu blog como exemplo da "loucura da diversidade sexual" no país que o Conselho de Ciências da Suécia, que é sustentado pelo governo, deu uma verba de 80 mil dólares para bolsas de estudos de pós-doutorado para pesquisas no "trompete como símbolo de diversidade sexual".


http://www.midiasemmascara.org/artigos/internacional/europa/12201-pre-escola-da-suecia-proibe-que-criancas-sejam-tratadas-como-meninos-e-meninas.html

http://colunas.epoca.globo.com/mulher7por7/2011/06/27/escola-na-suecia-quer-abolir-sexo-das-criancas/

Mais controle da internet; Justiça ordena que Google registre atividades de perfis do Orkut

Determinação prevê que empresa crie mecanismos de segurança na rede social. Multa diária para o não cumprimento da decisão é de R$ 50 mil

Na última terça-feira (28), a 10ª Vara da Fazenda Pública do Rio de Janeiro determinou que a Google desenvolva mecanismos de segurança para combater a apologia ao crime e à pedofilia no Orkut. Caso a empresa não acate os termos descritos na ação civil, ela terá que pagar uma multa diária no valor de R$ 50 mil.

A ação prevê que a gigante de Mountain View mantenha o número do IP e registros de atividades periódicas para cada perfil ou comunidade criada. A medida, que deverá entrar em vigor nos próximos 120 dias, pretende diminuir atividades criminosas planejadas pela rede social, como agendamento de brigas de torcidas organizadas e aliciamento de menores.

O documento ainda solicita que a Google estabeleça ferramentas de comunicação para que os usuários, quando devidamente cadastrados e identificados, apontem conteúdos que entendam como ofensivos.


http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI5213960-EI12884,00-Justica+ordena+que+Google+registre+atividades+de+perfis+do+Orkut.html

Palestra integral de Olavo de Carvalho na Romênia







quarta-feira, 29 de junho de 2011

Bolsonaro é absolvido no Conselho de Ética da Câmara

Maioria absolveu Bolsonaro das acusações de quebra de decoro

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi absolvido pela maioria dos parlamentares, no Conselho de Ética da Câmara, da acusação de quebra de decoro parlamentar.

O Conselho analisou o parecer do relator nesta quarta-feira. Dez deputados votaram contra o relator, que aceitou a denúncia por racismo e homofobia, e sete votaram a favor. Houve também cinco ausências na votação.

Bolsonaro foi acusado de quebra de decoro por declarações consideradas racistas e homofóbicas, no programa de TV CQC, e por ter ofendido a senador Marinor Brito, de acordo com representação do PSOL.


http://www.jusbrasil.com.br/politica/7220438/bolsonaro-e-absolvido-no-conselho-de-etica-da-camara

Proposta de aumento do número de vereadores encontra resistência

Está longe do consenso a proposta que aumenta de 21 para 31 o número de vereadores em Maceió. O projeto de resolução que altera o artigo 17 da Lei Orgânica do Município, acrescentando mais 10 vereadores no Legislativo da capital, que precisava de sete assinaturas para tramitar, conta com 16 assinaturas, apesar de alguns dos signatários afirmarem que a assinatura não implica necessariamente em voto favorável.

O debate foi permeado pelos números que constatam o aumento dos gastos da Casa com a folha de pagamento dos vereadores, como consta na matéria publicada com exclusividade por O JORNAL no último domingo, dando conta que a despesa giraria em torno de R$ 1 milhão, considerando o aumento das vagas e o reajuste salarial aprovado em dezembro de 2010, aumentando os vencimentos dos parlamentares dos atuais R$ 9 mil para R$ 14 mil.


http://www.ojornalweb.com/2011/06/29/proposta-de-aumento-do-numero-de-vereadores-encontra-resistencia/







domingo, 26 de junho de 2011

Marcha para Jesus alcançou 5 milhões de pessoas

A organização da Marcha para Jesus informou que o evento realizado nesta quinta-feira (23) na Zona Norte de São Paulo mobilizou cerca de 5 milhões de pessoas. A Polícia Militar não confirmou a estimativa de público.

O apóstolo Estevam Hernandes - presidente da Marcha - afirmou que no ano passado, o evento reuniu cerca de 3 milhões de pessoas.

O líder religioso evitou reclamar da transferência da Marcha para Jesus da Avenida Paulista, onde era realizada até 2006, para a Zona Norte de São Paulo. "A Paulista não comportaria a Marcha do tamanho que ela está", afirmou.

Hernandes também evitou dar impulso a declarações polêmicas. Questionado sobre outros líderes evangélicos que se manifestaram contra o projeto que criminaliza a homofobia, afirmou que todos têm direito à liberdade de expressão.

"As pessoas têm liberdade política e de expressão. A marcha não é um evento político. São opiniões pessoais que a gente não tem como controlar", afirmou.

Segundo Hernandes, o povo está politizado. "'É claro que os líderes continuam influenciando as pessoas quanto à votação, mas acredito que não neste nível", afirmou.

Questionado sobre a ausência do jogador Kaká, que se desligou da igreja, Hernandes afirmou: "O Kaká é uma grande personalidade. Esse ano nós temos alguns jogadores, como o Julio César, do Corinthians, mas a grande estrela é Jesus".


http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/06/organizacao-afirma-que-marcha-para-jesus-alcancou-5-milhoes-de-pessoas.html

sexta-feira, 24 de junho de 2011

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Michael Glatze, um ex-gay

O homem da foto ao lado, o americano Michael Glatze, é um ex-gay. Há pouco mais de dez anos, ele mesmo diria que ex-gays não existem. Mas, desde 2007, Glatze não defende apenas que é possível ser um ex-gay. Ele afirma que a homossexualidade não existe. Seria apenas um esconderijo para pessoas fracas e vazias, sempre em busca de excitação sexual. Hoje, Glatze estuda a Bíblia em um curso cristão no estado de Wyoming, à espera da mulher que Deus colocará em seu caminho para formar uma família.

A história de Glatze foi contada por um amigo gay no jornal “The New York Times”. O amigo Benoit Denizet-Lewis conhecera Glatze em uma revista dedicada à comunidade gay, onde ambos trabalharam. Um dos objetivos da revista era mostrar a jovens gays que não há problema algum com a orientação sexual deles. Glatze era o que se podia chamar de ativista dos direitos homossexuais. Havia lido todos os livros sobre esse universo e estava sempre disposto a discutir como a sociedade sufoca a verdadeira opção sexual das pessoas com seus preconceitos. Glatze tinha um namorado de causar inveja, chamado Ben, e os dois formavam o que parecia ser um casal perfeito. Tanto que haviam decidido se aventurar em um projeto profissional juntos, ligado à causa que defendiam. Criaram uma nova revista voltada para jovens gays.

As coisas para Glatze e Ben começaram a mudar em 2004, quando Glatze teve uma série de palpitações e resolveu procurar um médico. Ele acha que podia ter a mesma doença cardíaca do pai, que morrera quando Glatze tinha apenas 13 anos. Os exames, felizmente, revelaram que não havia motivos para Glatze se preocupar. Mas o episódio mudou alguma coisa nele. Glatze acreditava ter escapado da morte e se sentia cara a cara com Deus. Sentiu que era chance de consertar sua vida. Passou um ano tentando entender as razões pelas quais se sentia infeliz. Um dia, ao sentar ao computador para escrever, ele percebeu. E digitou: “Eu sou hetero”.

A partir desse instante, contou Glatze ao amigo Lewis, nunca mais sentiu o mesmo desejo por pessoas do mesmo sexo. Quando sentia algum interesse, tentava se concentrar nas razões que o levavam a se sentir daquela maneira. E o desejo passava. Glatze decidiu se separar de Ben – e de mais um jovem gay que vivia um triângulo amoroso com o casal. Em 2007, anunciou que deixara de ser gay.


http://colunas.epoca.globo.com/mulher7por7/2011/06/23/ele-e-um-ex-gay/

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Câmara de SP tenta criar Dia do Orgulho Hetero

SÃO PAULO - A quatro dias da Parada Gay, um dos maiores eventos de São Paulo, a Câmara de Vereadores aprovou nesta quarta-feira, 22, a inclusão do projeto que cria o Dia do Orgulho Heterossexual para ser votado em segunda discussão. A votação do projeto deve entrar em votação ainda nesta tarde.

O texto é do evangélico Carlos Apolinário (DEM), que há três anos é contra a realização do evento na Avenida Paulista. Projeto tem apoio de lideranças evangélicas e entrou em regime de urgência para ser votado com o apoio de 28 vereadores. Ítalo Cardoso, líder do PT, se posicionou contra o projeto e pediu suspensão da sessão.

Por volta das 12h15, todos os trabalhos estavam paralisados na Câmara por causa da discussão sobre o projeto. O líder do PT diz que nada mais será votado no dia se a proposta de Apolinário não for retirada da pauta - o projeto é o primeiro item da pauta da sessão extraordinária.

O Dia do Orgulho Hetero deve ser comemorado em todo terceiro domingo de dezembro.


http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,camara-de-vereadores-de-sao-paulo-tenta-criar-dia-do-orgulho-hetero,735736,0.htm

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Fundador do MST José Rainha preso por desvio de verba pública

Rainha e outros dezesseis presos na Operação Desfalque prestavam depoimento na sede da PF em Presidente Prudente por volta das 10 horas. Em seguida, eles serão levados para o Centro de Detenção Provisória de Caiuá, no interior paulista.

Fundador do MST chefiava organização criminosa. Dezessete pessoas foram presas por embolsar dinheiro que deveria ir para assentados da reforma agrária

Carolina Freitas
José Rainha

José Rainha: ele saiu do MST, mas os métodos de ação não mudaram (Geraldo Ataíde/Agência Tarde/AE)

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira um dos fundadores do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), José Rainha. Segundo a investigação da PF, Rainha chefiava uma organização criminosa que desviava verbas públicas destinadas aos assentamentos de reforma agrária. A quadrilha agia no Pontal do Paranapanema, em São Paulo.
O grupo criminoso utilizava associações civis, cooperativas e institutos para se apropriar ilegalmente de recursos públicos destinados à manutenção de assentados em áreas desapropriadas para reforma agrária. São investigados crimes de extorsão contra proprietários de terras invadidas, estelionato, peculato, apropriação indébita de recursos de assentados, formação de quadrilha e extração ilegal de madeira de áreas de preservação permanente.
Além dos dez mandados de prisão temporária, a polícia cumpriu sete ordens de condução coercitiva e treze mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo da 5ª Vara da Justiça Federal. A investigação levou dez meses e foi conduzida pelo delegado federal Ronaldo de Góes Carrer.
Dissidente – Um dos fundadores do MST, rainha comanda atualmente uma dissidência do movimento. Até 2009 ele era coordenador nacional da organização, mas foi excluído da direção nacional do MST e desautorizado a falar em nome do movimento, por divergências políticas. Ainda assim, Rainha continuou usando a sigla e a bandeira da organização e concentrou sua ação no Pontal do Paranapanema.


http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/pf-prende-jose-rainha-por-desvio-de-verba-publica

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Mais uma do STF: agora legalização da Passeata para Legalização das Drogas

O Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu nesta quarta-feira (15) o direito de cidadãos realizarem manifestações pela legalização de drogas em todo o Brasil. Por unanimidade dos oito ministros que participaram do julgamento, o STF decidiu que, a partir de agora, a Justiça não poderá proibir protestos e eventos públicos, como as marchas da maconha.

Leia mais em:
http://g1.globo.com/politica/noticia/2011/06/supremo-libera-protestos-favor-da-legalizacao-das-drogas.html